domingo, dezembro 28, 2014

Natal, será?

É certo que já passou, mas levantou-me algumas questões de reflexão ao olhar ao meu redor.
Poderia começar por explicar o significado do Natal, religioso, pagão, tradição?! Fala-se do nascimento de Jesus Cristo, mas o certo é que na Bíblia essa data não ficou registada, e tudo aponta para o consumismo e não para a lembrança de quem Ele é, poderia ir mais longe e chegar á conclusão que inicialmente nem era essa a comemoração, mas a igreja assim a adoptou. Fala-se em reunião familiar, sim é certo que para muitos é o que é, apesar do conceito de família cada vez estar mais perdido e de cada vez menos serem unidas, mas existe uma outra realidade, a realidade de quem não gosta desta época porque lhe trás más recordações e mesmo no construir da sua própria família se debate com a luta de comemorar algo que não se identifica, mas o mundo impõe esquecendo-se da outra realidade, existe também aqueles que sentiram  a perda de um familiar chegado, há quem nem tenha família, outros nem casa, nem meios de responder aos apelos para o consumo, outros ainda que a doença os manteve longe e/ou em dor. 
Há quem desse tudo ou até o faça para fugir para longe nesta época e esquecer que ela exista.
É certo que não vai deixar de haver natal e haverá sempre quem goste e quem não goste. Mas cada vez mais se acentuam as diferenças e muitas vezes nem nos apercebemos da verdadeira realidade além da nossa, este natal fez-me pensar e orar por aqueles que bem perto de mim estiveram em dor e perceber que são muito mais do que aqueles que imaginamos. 
A outra face do natal.