quinta-feira, dezembro 08, 2016

Sonhar

Sonhar é algo que temos tendência a deixar para as crianças, os mais jovens. Geralmente não perguntamos a um adulto o que tu gostarias ainda de fazer?
Ser criança e jovem, é sonhar acordado, sonhar alto, mas com o passar dos anos e muitas vezes com sonhos deixados para trás, perdidos pelo caminho, deixamos de sonhar e nos limitamos a viver a vida que temos.
Sei que por vezes, perante as dificuldades do dia a dia, parece completamente irreal tentar sequer sonhar, mas... deixar de sonhar, significa deixar de acreditar que ainda pode ser diferente, significa deixar de correr atrás daquilo que ainda gostaríamos de fazer e nos acomodarmos ao que temos e somos, significa perder a oportunidade de poder ser diferente.
Sonhar ou não sonhar? Viver apenas a realidade? E nada mais?! 
Não posso responder por todos, mas acredito que quem alcançou vitórias e fez grandes conquistas, nunca deixou de sonhar, de acreditar que era possível chegar mais além, de ultrapassar os obstáculos, a cada derrota levantou-se e continuou a lutar. Se teve momentos que teve vontade de desistir, que tudo parecia negro, que as lágrimas não cessavam, acredito que sim, mas o segredo é não desistir,
Sei que entre a teoria e a prática temos uma longa distância,entre o querer e fazer, mas uma coisa é certa se não passar à acção, nada acontecerá e nunca saberei o que poderia ter sido e conquistado!
Vale a pena sonhar!




quinta-feira, maio 26, 2016


segunda-feira, maio 09, 2016

O tempo passa rápido

Bem tento "dar vida" a este espaço, comecei o ano cheia de determinação "todos os dias vou escrever algo, é uma questão de hábito e é algo que há muito tempo quero fazer", pois é, bla bla bla e já estamos em Maio e a maior parte dos dias nem liguei o computador em casa, porque depois de um dia a trabalhar em frente a um o tempo que resta não deixa muita vontade de ligar o meu.
O tempo passa demasiado rápido e lá se foi mais uma vez um dos propósitos de inicio de ano, se bem que sempre podemos a qualquer momento mudar isso, vamos ver. 

E já agora sobre o que escrever? 

quinta-feira, janeiro 07, 2016

Bom ano!



Esquece o dia nuvens escuras e lembra-te dos dias passados ao sol,
Esquece as vezes que foste derrotado e lembra-te das vitórias e conquistas,
Esquece os erros que não podes corrigir e lembra-te de torná-los uma lição de vida!

(Li num postal,não sei quem é o autor)

sexta-feira, janeiro 01, 2016

1º dia do ano

Uma página em branco é o que temos na nossa mão a cada dia.


O que vai escrever, hoje, na sua?


sexta-feira, setembro 25, 2015

Concordo!

domingo, dezembro 28, 2014

Natal, será?

É certo que já passou, mas levantou-me algumas questões de reflexão ao olhar ao meu redor.
Poderia começar por explicar o significado do Natal, religioso, pagão, tradição?! Fala-se do nascimento de Jesus Cristo, mas o certo é que na Bíblia essa data não ficou registada, e tudo aponta para o consumismo e não para a lembrança de quem Ele é, poderia ir mais longe e chegar á conclusão que inicialmente nem era essa a comemoração, mas a igreja assim a adoptou. Fala-se em reunião familiar, sim é certo que para muitos é o que é, apesar do conceito de família cada vez estar mais perdido e de cada vez menos serem unidas, mas existe uma outra realidade, a realidade de quem não gosta desta época porque lhe trás más recordações e mesmo no construir da sua própria família se debate com a luta de comemorar algo que não se identifica, mas o mundo impõe esquecendo-se da outra realidade, existe também aqueles que sentiram  a perda de um familiar chegado, há quem nem tenha família, outros nem casa, nem meios de responder aos apelos para o consumo, outros ainda que a doença os manteve longe e/ou em dor. 
Há quem desse tudo ou até o faça para fugir para longe nesta época e esquecer que ela exista.
É certo que não vai deixar de haver natal e haverá sempre quem goste e quem não goste. Mas cada vez mais se acentuam as diferenças e muitas vezes nem nos apercebemos da verdadeira realidade além da nossa, este natal fez-me pensar e orar por aqueles que bem perto de mim estiveram em dor e perceber que são muito mais do que aqueles que imaginamos. 
A outra face do natal.