quinta-feira, dezembro 24, 2009

Natal!

Há encanto e magia em ti, Natal!
nas luzes das ruas,
nas montras enfeitadas,
nos pinheiros iluminados
que espreitam pelas janelas,
no sorriso das crianças,
no olhar saudoso e triste dos idosos.

Há tristeza e alegria em ti, Natal!
Sentimentos que se descobrem
no jovem que passa
de olhar vago e perdido,
numa vida sem sentido.
Na mãe sofrida,
desencantada,
dolorida, maltratada,
que não tem um agasalho,
um brinquedo,
nem um pouco de pão
para o filho,
luz e encanto da sua vida.

Há sofrimento
e desencanto em ti, Natal!
Nos lares sem pão,
onde tudo falta,
onde não há dinheiro
porque não há trabalho,
nem o respeito e a dignidade
que os homens merecem.

Natal frio como a solidão
que me invade o ser...
Como saber o teu significado?
Natal branco!
Natal abençoado!

Despertas em nós
alegrias e tristezas
e faze-nos esquecer
as dores, as incertezas,
na magia que de ti
se desprende.

Sei, porém
que és apenas mais um dia,
entre tantos dias iguais
mas guardas em ti,
a ternura e o encanto
do menino de Belém!
Menino nascido
para nos ensinar o Bem,
para nos trazer a Paz
e nos confirmar o Amor!

Maria Sales
Cantanhede, Natal 1984




quarta-feira, dezembro 02, 2009